MENU

Óleo Essencial Bergamota - 10ml - By Samia

R$ 85,00
Esse produto encontra-se indisponível.Deixe seu contato que avisaremos quando chegar.

O óleo essencial de Bergamota By Samia é 100% puro e natural. Sua composição é livre de conservantes, parabenos, sulfatos, corantes, silicone e essências artificiais. Além de ser um produto vegano, livre de testes em animais e de ingredientes de origem animal.
Os óleos essenciais são substâncias naturais extraídas de plantas de diversas partes do mundo. Estas substâncias podem ser encontradas nas flores, nas folhas, nos caules, nas hastes, nas cascas ou nas raízes. Desta forma, podem existir variações em seus aromas e compostos.

História do Óleo Essencial de Bergamota:

Há uma lenda segundo a qual Cristóvão Colombo teria encontrado a árvore nas ilhas Canárias e a levado para a Espanha e a Itália. Há registros que mostram o uso do óleo em Florença desde 1725, onde era popular na medicina caseira italiana, sendo, porém, exportada apenas recentemente.

Um tipo de óleo de bergamota de custo mais baixo é destilado do fruto caído ainda verde e usado, às vezes, para adulterar o óleo de custo elevado. A Bergamota confere um sabor exótico ao chá Earl Grey. É usada em geral por suas qualidades revigorantes na Aromaterapia e pode ser uma primeira opção ao tratamento de estados depressivos. Talvez seja um dos ingredientes mais comuns de todos os perfumes, especialmente da eau de cologne.

Curiosidade sobre a Bergamota:

Bergamota, que mais parece um limão enorme, é um mistério, a começar pelo nome. Livros de Aromaterapia citam que seu nome se originou de Bergamo, uma cidade da Lombardia, norte da Itália. Isso parece curioso porque não se cultiva a bergamota lá. A história dos cítricos na Itália procedeu assim: no século III, a cidra foi trazida; no século VII, foi o limão; no século X, veio a laranja. Os italianos passaram a cultivar os cítricos no século XIV, com as mudas adquiridas dos sarracenos. Mas não há documentação sobre a bergamota, na verdade, os primeiros registros surgiram do outro lado, no sul da Itália, na cidade de Reggio Calábria. Controvérsias à parte, considerando a etimologia da palavra, laranja vem do sânscrito naaranga; bergamota vem do idioma turco beg armudi que significa "pera príncipe".

Aspectos Botânicos da Bergamota:

A Bergamota é uma árvore pequena, nativa da Ásia tropical, e cultivada na costa sul da Itália. Do fruto fresco ou perto de amadurecer é extraído o óleo. A árvore cresce a uma altura de 4,5 m, e os frutos são colhidos de dezembro a fevereiro. É uma árvore sempre-verde, pertencente à família das Rutáceas; as flores são brancas de perfume acentuado.

Benefícios do Óleo Essencial de Bergamota:

Mente: Sua característica sedativa, porém revitalizante, é excelente no tratamento de transtornos de ansiedade, depressão e tensão nervosa. Uma qualidade refrescante e reanimadora parece aliviar estados de irritação e frustração, provavelmente pela ação redutora no sistema nervoso simpático. Em estudos italianos comprovados (Rombolà 2017), há ação farmacológica do óleo de bergamota como poderoso ansiolítico, induzindo a um relaxamento profundo. Pode agir sobre a glândula pineal - suprarrenais, auxiliando na fadiga adrenal. Muito usada para patologias ligadas a doenças autoimunes, (como no caso de psoríases e vitiligo), tanto no aspecto emocional, estresse e ao sistema tegumentar. Visão hoje da psicodermatologia.

Um tratamento combinado entre emocional e pele.

Corpo: Valioso antisséptico para o aparelho urinário e eficaz contra as infecções e inflamações, principalmente a cistite. Também é benéfico para o aparelho digestivo, o qual alivia condições como digestão difícil, dispepsia, flatulência, cólica, indigestão e inapetência. É um excelente antisséptico intestinal, auxilia na expulsão de parasitas intestinais e parece diminuir cálculos biliares. Também ajuda a tratar infecções do sistema respiratório, que podem incluir dificuldade de respiração e amidalite, bronquite e tuberculose. É, em geral, eficaz contra o herpes labial, a catapora e o herpes-zoster. O óleo essencial de bergamota induz a atividade glutationa S-transferase, (maior grupo de enzimas de detoxificação - grupo de proteínas solúveis do fígado). Foram realizadas pesquisas por Berlioccchi et al 2011, em pele de ratos.

Pele: Sua ação antisséptica e cicatrizante parece benéfica às condições de pele oleosa, especialmente quando relacionada ao estresse. Essas condições podem incluir eczema, psoríase, acne, úlceras varicosas, feridas, herpes, seborreia da pele e do couro cabeludo. Excelente no tratamento de lesões cutâneas, em combinação com o Eucalipto Glóbulos.

Observações Sobre o Óleo Essencial de Bergamota:

  • Embalagem: Frasco de vidro âmbar com gotejador contendo 10 ml de óleo essencial
  • Nome Científico: Citrus bergamia
  • Parte utilizada da planta: Casca
  • Tipo de Extração: Prensagem a frio, posteriormente uma purificação e destilação a vácuo.
  • Combina com: Camomila, Coriandro, Cipreste, Eucalipto, Gerânio, Junípero, Jasmim, Lavanda, Limão, Manjerona, Néroli, Palmarosa, Patchouli e Ylang Ylang.
  • Utilize com: Óleo Vegetal, Argila Medicinal, Creme Base Neutro, Gel de Aloe Vera, Aromatizador Pessoal e/ou Difusor de Aromas para o Ambiente.


Contraindicações:

Não indicamos o uso de óleo essencial administrado oralmente (ingestão), pois não poderemos afirmar sua segurança sem recomendações específicas sobre metabolizações e interações de medicamentos que possam ocorrer, sob esta via administrativa, somente sob orientação de um profissional extremamente qualificado. Recomendamos fazer um teste de sensibilidade na pele antes do uso via administrativa tópica.

  • Não recomendamos usar um óleo essencial por mais de 28 dias. Caso seja necessário, descanse uma semana, depois retome-o.
  • Não usar os óleos essenciais puros sobre a pele, podendo causar irritação cutânea se aplicado diretamente sem diluição, excetoLavanda, Copaíba e Tea Tree em aplicação pontual.
  • Quanto em tratamento com remédios homeopáticos não utilizar: Hortelã Pimenta, Alecrim, Sálvia officinalis ou Tomilho. Pois são considerados antídotos aos remédios homeopáticos.
  • No caso de Hipertensão, evitar: Alecrim, Sálvia officinalis e Tomilho.
  • No caso de Hipotensão, evitar: Manjerona e Ylang Ylang.
  • No caso de Epilepsia, evitar: Erva-Doce, Alecrim e Sálvia officinalis.
  • Problemas no Fígado: Caso tenha alguma patologia hepática, evite os óleos essenciais de Erva Doce e Anis Estrelado.
  • Gravidez: Utilizar após o 5° mês de gestação os óleos de Lavanda, Camomila Romana e os cítricos em geral. Consulte sempre o seu médico.
  • Amamentação, não utilizar: Hortelã Pimenta e Alecrim, pois estes óleos possuem ação anti-galactagoga, ou seja, corta o leite.
  • Bebês recém-nascidos, usar: Camomila Romana e Lavanda (01 a 03 gotas em 30 ml de óleo carreador).
  • Bebês 2 a 12 meses, usar: Camomila Romana, Lavanda, Tangerina, Eucalipto Glóbulos, Tea Tree, (03 a 05 gotas em 30ml óleo carreador).
  • Crianças 1 a 5 anos, usar: Gerânio + os óleos acima (05 a 10 gotas em 30 ml de óleo carreador).
  • Crianças 5 a 7 anos, usar: Gengibre + os óleos acima (05 a 12 gotas em 30 ml de óleo carreador).
  • Crianças 7 a 12 anos, usar: Cipreste, Alecrim, Hortelã Pimenta ou do Brasil, Limão Tahiti ou Siciliano + os óleos acima (05 a 15 gotas em 30 ml de óleo carreador).
  • Crianças 12 anos e após, usar: A partir dos 12 anos poderá ser usado qualquer óleo essencial, e em dosagem acima de 1% quando necessário.


Como usar o óleo essencial?
Os óleos essenciais são substâncias concentradas e devem sempre ser diluídos e utilizados sob a orientação de um profissional qualificado.

  • Aromatizador: Aproximadamente 15 gotas;
  • Banhos: Em média 15 a 20 gotas após encher a banheira. Diluir em 01 colher de sopa de óleo vegetal, mel ou vinagre orgânico de maçã, e acrescentar ao banho.
  • Compressa: 05 a 10 gotas em 1/2 litro de água;
  • Inalação: 02 gotas em 01 lenço (inalação pontual) ou 01 gota em 50 ml de soro fisiológico ou água (inalação a vapor ou em inalador elétrico);
  • Massagem: 04 a 12 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;
  • Óleo para rosto: 01 gota em 01 colher de café de óleo vegetal;
  • Óleo para cabelos: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;
  • Uso tópico: Em média 06 gotas por colher de sopa de óleo vegetal.


Conservação do óleo essencial:
Armazenar em local bem ventilado em embalagem fechada, protegido da luz, calor, fogo, plástico e madeira. Mantenha os frascos longe do alcance das crianças e dos olhos.

Por que não ingerir os óleos essenciais?
Os óleos essenciais quando ingeridos podem causar efeitos irritativos ou serem agressivos em mucosas. Podem promover efeitos adversos. Por isso, se for optar por essa via de administração recomendamos que esta seja feita sob recomendação de um médico que conheça a atuação dos óleos essenciais, ou profissionais da aromaterapia com conhecimento profundo em farmacologia ou farmacêuticos. Dentro dos estudos na aromaterapia a escola francesa, (chamada de aromatologia também) está difunde as vias administrativas oral, retal e vaginal.

Opinião dos consumidores
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
  •   00% | 0
Avaliação geral: 0 de 5 estrelas Ver todos os comentários

Este produto ainda não tem avaliações.
Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual